Blog Archives

VW Fusca, S. Paulo. SP

PhotoGrid_1472143644622

Pátio de veículos abandonados preocupa moradores de Porto Feliz

Centenas de automóveis estão espalhados em área da zona rural. Prefeitura diz que empresa não tem documentação para exercer atividades.

Fonte: Do G1 Sorocaba e Jundiaí

Moradores da zona rual de Porto Feliz (SP) estão questionando a legalidade de um pátio de veículos instalado no bairro Bom Retiro. Segundo donos de chácaras e sítios que moram próximos ao local, o estacionamento é irregular e pode provocar danos ao meio ambiente. Já a prefeitura afirma que a empresa responsável pelo pátio não tem a documentação necessária para funcionar e, por isso, o Ministério Público foi acionado.

Empresa não tem documentação do pátio (Foto: Reprodução TV TEM)
Empresa não tem documentação do pátio
(Foto: Reprodução TV TEM)

Uma das principais preocupaçãoes dos moradores é com o ribeirão Avecuia, que abastece a cidade. Eles têm medo que a proximidade da área ocupada pelos carros traga prejuízos com a contaminação da água no futuro. O aposentado, João da Silva Filho, também reforça essa tese. “Se contaminar isso daqui, vai contaminar a água da nossa cidade. Porque o único manancial que Porto Feliz tem é o da Avecuia”, diz.

O agricultor, Benedito de Jesus Diana, também acredita que esse tipo de armazenamento de carros pode prejudicar o meio ambiente. “Não tem bacia de contenção para os resíduos deixarem de ir ao ribeirão. Porque, futuramente, com o tempo, vai”, explica.

O publicitário, Wagner Ebner, tem uma chácara no bairro. Ele conta que a chegada inesperada de um depósito de veiculos na região chamou a atenção de bandidos. “Eles roubam carros inteiros ou roubam peças. E a gente não que esse tipo de pessoa circulando aqui no meio da comunidade”.

Ribeirão Avecuia, em Porto Feliz (Foto: Reprodução TV TEM)
Ribeirão Avecuia, em Porto Feliz
(Foto: Reprodução TV TEM)

O publicitário também comenta que depois da chegada dos veículos, a paisagem está sendo modificada. “Gosto de ver um pássaro, um bicho… Imagino quem está do lado desta propriedade, que está começando a ver pilhas e pilhas de carros enferrujados e empilhados”.

De acordo com o diretor da Secretaria de Meio Ambiente, Alessando Santos, a empresa não tem autorização de órgãos ambientais como a Cetesb para funcionar na área. Ele afirma que a prefeitura já fez a notificação e acionou o ministério público. “A prefeitura, junto com o Ministério Público, estão tentando resolver isso. A empresa não tem nenhuma documentação municipal pertinente pra essas atividades”, finaliza.

Lei propõe que Prefeitura remova carros abandonados em MG

Câmara Municipal de São João del Rei votou projeto nesta terça (9). Prefeito diz que não há previsão para aprovação do regulamento.

Do G1 Zona da Mata 
Carros abandonados nas ruas de São João del Rei (Foto: Reprodução/TV Integração)
Carros abandonados nas ruas de São João del Rei
(Foto: Reprodução/TV Integração)

A Câmara Municipal de São João del Rei votou nesta terça-feira (9) a lei que autoriza a Prefeitura remover veículos abandonados nas ruas da cidade. Mas o prefeito Helvécio Reis diz que não há previsão para que ela seja aprovada devido a alguns impasses que precisam ser resolvidos antes.

O regulamento determina que os automóveis deixados nas vias por mais de 15 dias, e que estejam sujos, com lixo acumulado ao redor, devem ser removidos pela administração municipal.

O MGTV mostrou que muitos carros estão abandonados nas ruas da cidade histórica. No Bairro Tijuco, o motorista Carlos Alberto de Souza disse que tem um automóvel abandonado há muito tempo em frente à casa do irmão dele.

Próximo ao bairro também foi encontrado outros veículos abandonados. Moradores da região disseram ao telejornal que um deles está no local há um ano, outro há seis meses e um terceiro há pelo menos três anos. Segundo o MGTV, muitos dos automóveis esquecidos pelas ruas do município estão em péssimo estado de conservação e ainda podem acumular água e ser foco do mosquito da dengue.

“Muito carro velho abandonado acumulando lixo. Ficamos com medo porque a dengue é uma doença muito perigosa e, para evitá-la, a limpeza é essencial. Aqui tem muita sujeira”, contou o aposentado Euclídes Guimarães.

No Bairro Nossa Senhora de Fátima, foram encontrados mais dois carros. Os repórteres procuraram os donos a fim de saber o motivo dos automóveis terem sido abandonados. Entretanto, um dos proprietários não foi encontrado e o outro não quis gravar entrevista, mas contou à equipe por telefone que está à espera de uma peça para o motor do carro e que na próxima semana vai retirar o veículo da rua.

A aposentada Irene Maria Netto desabafou dizendo que está cansada de ouvir do dono de um automóvel abandonado próximo à residência dela esse tipo de promessa. “O carro está parado no local há mais de anos e o dono não fez nada. Ele é velho e tem muita sujeira”, acrescentou.

A Polícia Militar (PM) disse ao MGTV que não tem responsabilidade sobre essa fiscalização. “O veículo abandonado não caracteriza uma infração de trânsito, logo, não podemos atuar sobre o que rege o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Esse tipo de infração é caracterizada contra a postura municipal”, explicou o tenente da PM, Ricardo Belini.

Para cumprir a lei, a Prefeitura informou que antes precisa resolver alguns problemas, conforme explicou o prefeito. “Nós temos vários problemas como a falta de um depósito para colocar os veículos, além de questões jurídicas. Afinal, são propriedades privadas e precisamos de orientação jurídica para cessar questões fiscais porque pendências de IPVA e multas que precisam ser resolvidas e ainda não sabemos como”, explicou Helvécio Reis. Ele disse, ainda, que não há previsão para a aprovação da lei.

O prefeito reforçou que o projeto é interessante, mas que o problema é que os proponentes não conversaram com a Prefeitura. “Se nós tivéssemos tido tempo para construir esse projeto a várias mãos teríamos tido diálogo e talvez condições  melhores do que está hoje”, concluiu.

Chevrolet Monza abandonado em calçada. Em Brasília, DF. Flagra de Wellington

Wellington Brasília DF Monza 2

Moradores convivem com carros abandonados no bairro do Estuário

Quem transita pelas ruas do bairro Estuário, em Santos, não precisa andar muito para encontrar veículos em situação de abandono. São carros sujos, enferrujados, muitas vezes, sem placa e partes como retrovisor, bancos e até motor.

A reportagem do Diário do Litoral flagrou, ao menos, 10 veículos nestas situações. Dois estavam na Rua Doutor Bernardo Browne. O primeiro, um Fiat Palio, fabricado em 2000, com placa de Santos, estava sem faróis e retrovisores. Em frente a este, estava um Fiat Uno Mille, de 1996, com placa de Praia Grande, com parte da carcaça corroída pela ferrugem. Os vidros de ambos estavam sujos a ponto de não conseguir enxergar dentro do carro.

Já na Rua Coronel Raposo de Almeida eram 4 carros. O único emplacado era um Kadett, de 1994, com placa de Santos. Além dele, estavam abandonados um Renault, uma Kombi e um Gol, modelo antigo. Todos com a lataria bastante corroída pela ferrugem. Em pior estado estava o último, já sem vidros, portas e bancos.

Ford Fiesta abandonado, na Rua Otávio Côrrea, está sem motor e rodas (Matheus Tagé/ DL)

Ford Fiesta abandonado, na Rua Otávio Côrrea, está sem motor e rodas (Matheus Tagé/ DL)

Outros cinco carros em más condições foram flagrados na Rua Otávio Corrêa. Foram um Ford Royale, de 1994, com placa de Santos, uma BMW, de 1993, com placa de São Bernardo do Campo, um Fiat Marea, de 1998, com placa de Santos, um Ford Fiesta, de 1994, com placa de Santos, além da carcaça de um carro, sem identificação, em cima de um cavalete. Todos em estado semelhante aos outros relatados.

Moradores reclamaram da situação. Dizem que os veículos abandonados ocupam as vagas nas ruas, deixando os habitantes do bairro sem local para estacionar o seu veículo. Além disso, os munícipes afirmaram que a situação já se arrasta há anos e que realizaram denúncias à Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), mas que nada foi solucionado.

Fonte: http://www.diariodolitoral.com.br/

Carros abandonados em estacionamentos de rodoviária: isso rola!

RC 2

Carro está abandonado na Rua F2, no setor Faiçalville II, em Goiânia-GO.

RC 2

Segundo o nosso repórter cidadão, Tony Júnior o descaso dura cerca de dois anos.  O carro está cheio de larvas do mosquito transmissor da dengue.

População ‘tapa’ buraco com três carcaças de veículos no interior do CE

Cruzamento de rua em Juazeiro do Norte tem cratera há uma semana. No fim de semana anterior, cratera era tapada por uma única carcaça.

 Do G1 CE (FONTE)

Prefeitura havia prometido retirar veículo sobre buraco em cruzamento (Foto: Agência Miséria)Prefeitura havia prometido retirar veículo sobre buraco em cruzamento (Foto: Agência Miséria)

A cratera no cruzamento das ruas Manoel Francisco Azevedo e Maria Augusta, em Juazeiro doNorte, no interior do Ceará, foi tapada neste fim de semana por três carcaças de veículos. No fim de semana anterior, a população havia colocado um único carro velho sobre o buraco como forma de protesto contra a falta de pavimentação adequada nas ruas da cidade.

A Prefeitura de Juazeiro do Norte afirma que não sabe quem é o autor da intervenção, mas deve retirar os veículos do cruzamento nesta segunda-feira (26). No fim de semana anterior, a prefeitura também havia prometido retirar as carcaças, mas não as removeu.

‘Tapa-buracos’
A Secretaria de Infraestrutura do município afirma que, com a redução das chuvas, vai reforçar a “operação tapa-buracos”. O objetivo da operação é recuperar a malha viária “da forma mais ágil possível”, segundo o secretário Rógeris Andrade.

Os moradores de Juazeiro do Norte denunciam com frequência buracos nas ruas da cidade em períodos chuvosos. Em um dos casos, uma cratera foi utilizada como piscina por criançasapós o rompimento de uma tubulação.

Intervenção é um protesto contra a burqueira na cidade (Foto: Agência Miséria)Intervenção é um protesto contra a buraqueira na cidade (Foto: Agência Miséria)
Além da cratera, ruas estão sem pavimentação adequada (Foto: Cícero Valário/Agência Miséria)Na semana passada, uma única carcaça de carro tapava o buraco (Foto: Cícero Valário/Agência Miséria)

Verdadeiros ‘ferros-velhos’, veículos abandonados invadem diversas ruas de Manaus

De um lado, proprietários abandonam carcaças de veículos na rua e, de outro, o poder público não inibe nem pune a prática

Carro abandonado que motivou protesto é recolhido na Capital

Carcaça de veículo estava há pelos menos cinco meses em rua do bairro São Geraldo

17389387
Antes…
Depois 😦
Carro abandonado que motivou protesto é recolhido na Capital EPTC/Divulgação

Carcaça do veículo foi recolhida nesta sexta-feira pelo DMLUFoto: EPTC / Divulgação

Foi recolhido nesta sexta-feira o carro que estava abandonado há pelo menos cinco meses no bairro São Geraldo, em Porto Alegre. A carcaça do veículo, deixada na esquina das ruas Moura Azevedo e Conselheiro Travassos, havia motivado um protesto inusitado: na lataria, foi colado um cartaz com o pedido “Fortunati, socorro! Tire-me daqui”.

A retirada da sucata foi feita pelo Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU). Após abertura de protocolo junto à prefeitura, fiscais da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) estiveram no local em oito de abril. Porém, não foi localizado nenhum dos itens que possibilitam a identificação do proprietário do veículo (placa, número do chassi ou do motor). Um perito da prefeitura também realizou uma vistoria, sem sucesso. Assim, o veículo foi considerado sucata e recolhido.

Fonte: http://zh.clicrbs.com.br/